segunda-feira, 22 de outubro de 2018

Astrologia & Tarot

Este texto foi inserido na minha página de Consultas, porque passa a integrar as modalidades de atendimento que ofereço a clientes e leitores. Espero que gostem, e venham conhecer...!

- É possível misturar as técnicas?

É possível sim misturar tarot e astrologia numa única leitura. Entretanto, devemos ter clareza sobre as duas técnicas, e saber o que podemos extrair delas!
Astrologia, uma imersão na
personalidade humana através
da interação entre o macro
e o micro cosmo.
astrologia é um estudo detalhado da personalidade, e de ciclos mais amplos, como períodos de anos a meses ou semanas. Já o tarot é uma avaliação de um determinado período de tempo que geralmente é a síntese de anos, meses, ou semanas e dias, refletidos dentro desse momento, mas que costuma incluir a descrição das reações aos eventos, tanto dentro de uma perspectiva prática quanto psicológica. Ou seja, ele mostra o que está rolando bem como o que se está sentindo com tudo o que está rolando!  A astrologia é mais precisa em termos temporais, e o tarot é mais preciso em termos práticos e psicológicos.
Há duas formas para uma boa aplicação combinada desses dois fascinantes sistemas simbólicos: o primeiro é na leitura do mapa astrológico natal, que relata a proposta da alma para a presente encarnação, e depois se utilizar das cartas para elucidar como lidar melhor com os desafios propostos pelos aspectos ali representados. Se, por exemplo, uma pessoa tiver Marte oposição Lua, o que pode representar grande agressividade, podemos então usar o tarot para descobrir como e para onde canalizar essa agressividade, e descobrir o que se obterá em termos de qualidade de vida ao completar essa tarefa!  Assim a tarologia opera como um mapa com rotas estratégicas para facilitar a jornada pessoal.
Tarot, divinação e autoconhecimento a partir
de um determinado momento que reflete o todo,
como a parte de um holograma
.
Outro modo interessante é o de mesclar a astrodinâmica, que vem a ser a leitura dos ciclos astrológicos individuais, como a revolução solar e dos trânsitos dentro do período de um ano, e no caso desses últimos sondar as respectivas influências dos planetas e seus aspectos no céu. Com a integração dos arcanos do tarot na sessão, pode se revelar o modo como isso ocorrerá. Assim como sondar meios estratégicos de lidar com os aspectos desafiadores desses planetas. Se Saturno estiver em quadratura com Vênus na casa VII, um outro exemplo, com certeza o período demarcado por este aspecto será de tensão nas relações amorosas e de negócio, e de não fluência no trato com o outro. É nesse momento que as imagens arquetípicas do tarot podem mostrar de que modo isso ocorrerá, e de como podemos atuar para aproveitar a energia dessa tensão e transformá-la positivamente, quer seja para o desenlace de conflitos, quer seja para o engrandecimento da relação em si...
Combinar dois sistemas com essa magnitude de revelação e perspectiva pode ser incrivelmente elucidativo, enriquecedor e profundo.