sexta-feira, 1 de março de 2013

O Louco - Arcano Zero


Título esotérico: O Espírito do Éter (O que não pode ser contido ou apreendido).

Analogia Astrológica - Urano (Regente de Aquário) – O senhor da renovação da vida, da rebeldia e das revoluções. O visionário, experimentalista, inovador, inspirado, ousado, excêntrico, cheio de rompantes radicais. Aquele que por não se encaixar na estrutura vigente da sociedade a questiona de modo muitas vezes inconveniente. O diferente, pária social, o desajustado.

Analogia Numerológica – O Zero, o vazio que simboliza todas as possibilidades. Reflete da nulidade da ignorância ao vazio de uma consciência livre dos pensamentos (A mente inferior), serena, desperta e focada. Para efeitos de cálculo este arcano é representado pelo número 22, o visionário de realidades muito maiores das que foram até então vivenciadas.

O Arcano – Um bufão anda desorientado por um caminho cujo trajeto não é totalmente reconhecível ao expectador, e talvez nem ao próprio Louco. Sua jornada é a partida do iniciado em busca de algo superior, talvez a verdade! Carrega com ele uma pequena trouxa que transporta de modo displicente e um cajado de viajante. Sua cabeça ergue-se quase que totalmente aos céus. Atrás de si um cão o persegue e rasga sua calça, ao que ele parece não notar ou não se importar.

O Significado – A ânsia por liberdade, aventuras e novas descobertas, o movimento impulsivo para frente, seguir o ímpeto interno de avançar, quer seja numa ideia, num relacionamento, tendência, filosofia, projeto ou movimento natural da vida que lhe pareça irresistível. Daí sua cabeça virada para o alto com o gorro amarelo, sabe-se que esta é a cor da intuição superior e também da criatividade. Muitos pintores famosos tiveram sua fase “amarela”, como Picasso, Van Gogh e Monet. Sua pequena trouxa representa o seu pouco apego às experiências do passado. O que o bom senso ou os outros disseram, o que os livros postulam, pouco importa! A descoberta por si mesmo é a grande meta. As regras sociais, representadas aqui pelo cão, uns dos primeiros animais domesticados pelo homem, não o inibem. O bufão é um símbolo da irreverência e da ousadia. Na Idade Média era costume coroar o bobo da corte como rei por um dia, e nesse dia ele mostrava, através de anedotas e paródias, as falhas do rei e os problemas do reino de modo que nenhum membro da corte se atreveria!

O Louco no Osho Zen Tarot.
Divinação – O movimento radical em direção ao inusitado (Que pode ser uma busca espiritual, um emprego novo, um relacionamento incerto, ou uma carreira que antes era impensável!). A visão ou percepção do valor intrínseco de algo antes de sua assimilação pelo senso comum. A capacidade de desapegar-se de pessoas ou situações aparentemente seguras ou estáveis. O andarilho sem regras ou rotinas. O espírito jovial, ou representa de fato um jovem ou criança na leitura! Coragem pueril, ousadia, irreverência. Um espírito brincalhão que não leva a si mesmo, e seus talentos, muito a sério! Uma vida sem planejamentos ou regras. O tipo esquisito aos olhos do mundo! Aquele que parece estar em outra “frequência” o tempo todo e vive, sem constrangimentos, sua natureza e necessidades. Aquele que passou por todas as coisas da vida e se libertou! O Louco Divino, como foram chamados alguns luminares da humanidade, como Francisco de Assis e Buda. Pelo aspecto negativo pode também ser o arcano dos que não querem crescer, daqueles que fogem dos vínculos por incompetência em mantê-los, ou temor à intimidade. Alguém que por temer a mediocridade se refugiou na imagem da pessoa diferente e livre, mas que desconhece seu real valor e propósito de vida. O desorientado, o vagabundo, irresponsável, inconsequente, imoral, antiético, sem palavra ou honra.

Personagem do Cinema – Maude, do filme Ensina-me a Viver (Harold and Maude, título em inglês) de 1971 interpretado por Ruth Gordon (1896-1985). A personagem é uma irreverente senhora de 79 anos que ensina a Harold um jovem de 20, obcecado pela morte, o valor da vida. O relacionamento deles é, além de lindo, excêntrico e por isso mesmo polêmico. Todos os atributos de O Louco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário