segunda-feira, 1 de abril de 2013

O Julgamento - Arcano XX


Título Esotérico O Espírito do Fogo Fundamental (Os atributos ígneos do espírito que transformam nossa consciência e realidade).

Analogia AstrológicaPlutão (Regente de Escorpião), no plano espiritual é a vontade criadora ou vivificadora, a transformação do obsoleto para a elevação do espírito. No plano material é a morte, a putrefação, e a regeneração, ou renascimento. Em termos psicológicos é o mergulho investigativo nos abismos interiores em busca da cura pessoal.

Analogia Numerológica A percepção profunda da vida (2) eleva-se a um nível mais sutil e espiritual (0). Ou ainda a dualidade dilacerante da mente inferior (2) é totalmente abraçada pela totalidade da consciência espiritual (0) que vê e compreende tudo dentro de uma perspectiva abarcante e integrativa e, portanto, realmente holística.

O Arcano – Um anjo irrompe por entre nuvens escuras e uma luz radiante o acompanha, essa luz está representada nas cores vermelho e amarelo, comumente associadas ao fogo. Ele toca sua trombeta com vigor. Na extremidade deste instrumento tem uma bandeira com uma cruz de braços iguais na cor amarela. O chamado parece convocar as três figuras que se encontram logo abaixo. Uma mulher, um homem, e outra figura que está de costas, e ao que parece é uma criança. Essa última sai de dentro de um tumba na cor verde. Os três figurantes estão nus e a paisagem que os cerca é visivelmente desértica e árida.

Significado - Apesar de não haver nenhuma ligação comprovável entre o tarot e a cabala, é impressionante o quanto este arcano nos remete a alguns princípios da Árvore da Vida. Vemos na posição das três figuras uma correlação com o esquema dos pilares cabalísticos. A mulher à esquerda de quem olha está na verdade no pilar direito da árvore (o pilar do rigor), o homem que está à direita de quem olha está na verdade à esquerda do esquema da árvore (o pilar da misericórdia). A criança ocupa a posição do pilar central da árvore que é o caminho da devoção, evolução e da iluminação. O anjo acima é o símbolo de um chamado superior, evocando uma reavaliação interna do passado e de seus reflexos dentro do presente, suscitando a partir daí uma transformação do futuro. Sua imagem é uma simbiose do simbolismo dos arcanjos Gabriel e Miguel. Segundo a bíblia, o Apocalipse será anunciado pelo arcanjo Gabriel que tocará sua trombeta e o arcanjo Miguel será um dos julgadores das almas no Juízo Final. Metaforicamente o Juízo Final é uma revisão da vida e uma tomada de consciência do propósito último da própria jornada antes da ascensão, a iluminação, ou entrada num outro estágio existencial. A cruz amarela é o confronto do espírito com a matéria a partir do qual se cria uma onda de impacto destruidora e criadora ao mesmo tempo! A mulher representa as tradições, e assim sendo o passado. O homem é o presente e a tomada das decisões. A criança, enfim, é o futuro desconhecido, o campo de todas as possibilidades.
As nuvens escuras indicam problemas ou questionamentos que estão sendo removidos ou solucionados. As asas, símbolo do crescimento e da expansão, se projetam para fora das densas nuvens, e a auréola sobre a cabeça angelical está radiante anunciando entendimento e esclarecimento. O deserto, onde se dá a ação, é reconhecidamente um local de reflexão e meditação. Na África do Norte o povo islâmico que lá habita diz que o Saara é o espaço onde Deus retirou todas as coisas para que ele tivesse um local onde refletir sobre sua criação, que passou a ser chamado de “Os Jardins de Alá”. A criança dentro da tumba verde assinala a possibilidade de transformação da realidade material através do encontro com a verdade. O verde é uma cor associada à verdade, e ao poder regenerativo. Seu rosto não aparece porque essa transformação é diferente para cada um e, portanto, ainda está em aberto.

O Julgamento no Osho Zen tarot.
Divinação – Uma profunda reavaliação da vida, como quando nos perguntamos sem parar “Como fui chegar a este ponto?”, ou “Por que essas coisas sempre acontecem comigo?”. Esse questionamento, entretanto, não se limita a levantar outros questionamentos mais, mas incita a procura por respostas e a tomada de atitudes definitivas. Busca por esclarecimento, entendimento ou solução. Confronto com coisas, pessoas ou situações do passado para que sejam resolvidas, eliminadas de nossas vidas ou avaliadas sob outra perspectiva. Como quando encontramos um grande amor de outrora que pensávamos não ter acabado, ou ter deixado algo que pudesse ser resgatado, e percebemos então que era tudo uma grande bobagem da nossa imaginação! Ou pelo contrário, descobrimos ainda haver muito afeto onde pensávamos que tudo estava resolvido! Conversas esclarecedoras, diálogos inspiradores, palestras, seminários. Encontrar coisas ou pessoas perdidas. Chegada de respostas há muito esperadas, chamamentos para concursos, seleções de emprego ou estudo. O ponto onde se dá o total entendimento de uma questão, como no intercurso de uma psicoterapia, ou qualquer outro tratamento da alma; ou quando desvendamos um enigma. A iluminação espiritual, o samadhi dos hindus e o satori dos japoneses. O ponto onde entendemos a relação de todos os acontecimentos em nossa vida e seu propósito final para nossa evolução! Quando enfim se descobre o motivo de se estar aqui!

Personagem do CinemaEvan Treborn (interpretado por Ashton Kutcher) no filme Efeito Borboleta de 2004. A história de um jovem que tem a habilidade de viajar no tempo através de suas lembranças e que luta para esquecer fatos do seu passado. Para tanto ele decide realizar uma regressão onde volta também fisicamente ao seu corpo de criança, tendo condições de reviver seu próprio passado. Ao invés, porém, de tentar compreender esses fatos Evan faz o que a maioria de nós faria: tenta consertar as coisas. Termina por criar novos problemas, já que as mudanças que realiza geram consequências desastrosas em seu futuro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário